Onde vão parar os tiros para o alto……

Cercado pela plebe rude, o policial saca a arma, dá um, dois tiros pra cima, todos se afastam. A cena é comum em filmes, onde, salvo o set de O Corvo, só o que sai das armas é barulho. Mas e na vida real, em que uma bala de verdade é disparada?

“Um tiro que cai do céu pode matar”, diz a perita criminal Eliane Baruch, que já viu alguns casos em seus 14 anos de profissão. “Calculando o trajeto que o projétil percorreu no corpo de uma vítima, analisando sua posição na hora do impacto, a gente descobre que a morte veio de cima”, explica.

Muitos fatores podem influenciar (tipo de cano, de bala, condições atmosféricas), mas, para efeitos didáticos, um hipotético tiro de um hipotético três-oitão a 90º alcançaria 742 metros de altura, quando começaria a despencar em queda livre, atingindo a velocidade máxima de 278 km/h. É muita coisa: a 180 km/h, a bala já é capaz de perfurar o corpo humano. Guarda-chuva, blindado, alguém?

  – A bala sobe à velocidade de 820 km/h

– Chega a 742 metros de altura

– Na queda, a bala de 38 atinge 278 km/h

– 180 km/h bastam para a bala perfurar o nosso corpo

– 10 gramas é quanto pesa uma bala do calibre 38

– 25 segundos é o tempo que tudo isso dura

Fontes Eliane Baruch, perita criminal da Polícia Científica de São Paulo; Romero Tavares, professor de física da Universidade Federal da Paraíba; Sérgio Morelhão, professor de física da Universidade de São Paulo.

Anúncios

~ por renatomey em 07/07/2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: